Somália

Somália

Os jornalistas pegos entre fogo cruzado

Com três novos jornalistas mortos em 2019, elevando o total para 50 na última década, a Somália continua sendo um dos países mais perigosos para jornalistas na África. A liberdade de informação sofre com o clima de corrupção e insegurança. Embora grande parte do território seja controlada por entidades não estatais ou por certos estados federados que reconhecem pouco, ou não reconhecem, a autoridade do poder central, a pressão sobre os jornalistas pode vir de todos os lados. Aqueles que não se submetem à autocensura são atacados pelos Shebab, os principais autores dos assassinatos de jornalistas, ou são vítimas de prisões, detenções arbitrárias - mais de vinte em 2019 -, tortura ou fechamento dos veículos de comunicação. As autoridades de Somalilândia e de Puntland são particularmente repressivas e exercem enorme pressão sobre a mídia local. Não é incomum que jornalistas sejam levados a tribunais civis ou militares com base em leis que eram da ditadura militar. O projeto de lei adotado com a maior opacidade pelos parlamentares no final de 2019 contém muitas disposições liberticidas e confere ao Ministro da Informação poderes exorbitantes que o colocariam em posição de controlar toda a produção de informação. A promulgação deste texto pelo Presidente comprometeria os esforços encorajadores recentemente observados. Embora os abusos contra profissionais da informação sejam cometidos quase sistematicamente com a maior impunidade, sinais positivos foram enviados pelas autoridades nessa área. O policial que matou um cinegrafista em Mogadíscio em julho de 2018 foi condenado à revelia a cinco anos de prisão em regime fechado. Mas ele ainda não foi preso. Os dois soldados que algemaram e deixaram dois jornalistas ao sol foram expulsos do exército. Algo inédito na Somália.

163
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

+1

164 em 2019

Pontuação global

-1.79

57.24 em 2019

  • 1
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro