Journalism Trust Initiative

-

O que é a JTI?

A Journalism Trust Initiative (JTI) é uma norma internacional, um selo, para destacar e beneficiar o jornalismo confiável. 

Por que ela é necessária? 

Essa iniciativa nasceu de uma simples constatação: o jornalismo enfrenta a concorrência direta de conteúdos manipuladores que proliferam no espaço digital: propaganda estatal, publicidade, desinformação.   

Isso resultou ao longo dos anos em uma erosão do público, uma desconfiança da mídia e uma queda nas receitas de publicidade, assinaturas e compras.

O objetivo da JTI: fornecer um mecanismo transparente para combater a desinformação e recompensar concretamente o respeito ao jornalismo ético e profissional. 

Projetado como uma norma ISO, a norma JTI foi desenvolvida por um comitê de 130 especialistas, incluindo jornalistas, instituições, órgãos reguladores, editores e novos players de tecnologia. 

Todos os detalhes do protocolo estão disponíveis na íntegra aqui: journalismtrustinitiative.org.

Quais os benefícios?

Os benefícios da JTI repercutem de forma virtuosa em todos os níveis da cadeia produtiva da informação. Eles dizem respeito a vários atores:

  • Os meios de comunicação avaliam sua conformidade com a norma, publicam seus relatórios de transparência e obtêm uma certificação independente. Assim, a JTI incentiva a mídia a melhorar seu modo de operação.
  • Os cidadãos usam os indicadores JTI para uma escolha informada das informações que consultam.  
  • Os anunciantes contam com a JTI para selecionar o veículo de comunicação com o qual associar sua imagem, alinhar seus gastos com publicidade e, assim, reforçar a segurança de sua marca.
  • As mídias sociais, algoritmos e mecanismos de pesquisa usam os dados JTI para indexar e promover fontes em conformidade.
  • Os reguladores e agentes estatais consideram a norma como um mecanismo regulatório independente para alocar subsídios e benefícios aos meios de comunicação.
  • Os doadores para o desenvolvimento de mídia examinam os projetos de acordo com os critérios da JTI. 

Esta norma também abre caminho para todos os tipos de programas de auditoria.

Indicadores-chave

Adotada de forma voluntária como mecanismo de autorregulação, a JTI se baseia em critérios determinantes e objetivos. Eles se relacionam com a transparência dos meios de comunicação e o profissionalismo dos processos editoriais, como:

  • a aplicação de uma linha editorial,
  • a existência de mecanismos de correção,
  • o gerenciamento de conteúdos gerados automaticamente,
  • o controle interno/externo,
  • a transparência sobre a identidade dos proprietários,
  • as fontes de receita,
  • a prova do cumprimento das garantias profissionais.

A JTI é diferencia-se de outros projetos de indicadores de confiança por focar apenas no processo, no nível de “produção” do jornalismo, e não em conteúdos individualizados, tratados caso a caso.

O processo JTI em três etapas

1. Autoavaliação

É realizada dentro de um quadro de referência oficial, idêntico para todos os meios de comunicação, e resulta na publicação de um relatório de transparência.

2. Concessão de certificação

Opcionalmente, uma auditoria externa e independente realizada por um organismo credenciado certifica a conformidade do relatório de transparência.

3. Benefícios

Estruturais e de longo prazo, eles incluem, entre outras coisas, a indexação algorítmica baseada em critérios JTI e uma melhora da receita.

Faça uma autoavaliação com a JTI

Você representa um meio de comunicação e deseja examinar suas práticas de acordo com os critérios da norma JTI? A Repórteres Sem Fronteiras coloca à sua disposição esta plataforma de autoavaliação: jti:app.

Para mais informações, entre em contato com a JTI no endereço jti(a)rsf.org e visite o site: journalismtrustinitiative.org

 

Publié le 28.04.2022