Líbia

Líbia

Jornalistas e meios de comunicação vítimas do conflito armado

Dez anos após o levante popular na Líbia, o contexto político, social e econômico do país segue instável.  Os diferentes atores políticos, a leste e a oeste, enfrentam-se em uma disputa de poder sem fim. A situação é agravada pela intervenção de milícias armadas que desestabilizam o cenário político e minam o Estado de Direito.  Jornalistas e meios de comunicação têm pago um alto preço por esta situação há vários anos: numerosos casos de censura, violência e intimidação foram registrados.  Soma-se a isso a instrumentalização dos meios de comunicação pelas partes em conflito. Essa violência generalizada contra jornalistas e meios de comunicação é estimulada por uma total impunidade pelas atrocidades cometidas. Dentro deste verdadeiro buraco negro da informação, os jornalistas estrangeiros tampouco têm a possibilidade de cobrir o país devido à deterioração do contexto de segurança. A realização de eleições presidenciais em dezembro de 2021 representa uma esperança de transição política.  A Líbia precisa de leis que garantam a liberdade de expressão, a segurança dos jornalistas e o direito a reportagens confiáveis.

165
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2021

Posição

-1

164 em 2020

Pontuação global

-0.04

55.77 em 2020

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2021
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2021
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2021
Ver o Barômetro