Polônia

Polônia

Cegueira ideológica

Nada parece ser capaz de deter o governo do Direito e Justiça, no poder desde outubro de 2015, determinado a "refundar a Polônia" de maneira que agrade o partido, sem a anuência de todos aqueles que expressam opiniões divergentes. A liberdade de imprensa é uma das principais vítimas dessa política. Os meios de comunicação públicos foram rebatizados de "meios de comunicação nacionais" e transformados em programas de propaganda pró-governamental. Seus dirigentes não toleram nem a oposição, nem a neutralidade de seus empregados e demitem aqueles que se recusam a se dobrar a essa exigência.
Tomasz Piatek, um jornalista investigativo ameaçado de prisão por ter criticado as relações do ministro da defesa com os serviços de inteligência russos, precisou esperar longos meses antes de ter as acusações que pesavam sobre ele retiradas.
O Conselho do Audiovisual - agora controlado pelo governo - tentou impor uma multa recorde à televisão privada TVN, acusada de disseminar mensagens anti-governamentais em sua cobertura das manifestações de dezembro de 2016. Sob pressão internacional, a multa foi retirada.
Àqueles que pedem por moderação do governo, este responde sempre com os mesmos argumentos metódicos baseados numa ideologia que objetiva erradicar qualquer voz dissidente.

58
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2018

Posição

-4

54 em 2017

Pontuação global

+0.12

26.47 em 2017

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2018
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2018
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2018
Ver o Barômetro