México

México

A violência e o medo no cotidiano

Pátria dos cartéis da droga, o México é para os jornalistas o país mais mortífero da América Latina. Quando os jornalistas cobrem assuntos ligados à corrupção da classe política (sobretudo local) ou ao crime organizado, são vítimas de intimidação, ameaças e são, com frequência, executados a sangue frio. Tais crimes permanecem, na maioria das vezes, impunes. Uma impunidade que se explica pela corrupção generalizada que reina no país. Algumas autoridades estão até mesmo diretamente ligadas ao crime organizado. No âmbito econômico, a paisagem audiovisual mexicana se caracteriza por uma extrema concentração, com dois grupos dividindo entre si a quase totalidade da audiência televisiva.

147
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2017

Posição

+2

149 em 2016

Pontuação global

-0.36

49.33 em 2016

  • 11
    Jornalistas assassinados em 2017
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2017
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2017
Ver o Barômetro