Honduras

Honduras

Uma região sob influência da censura editorial

Eleito para um segundo mandato em 2017, o presidente Juan Orlando Hernández e seu governo aumentaram o controle sobre a informação e intensificaram as manobras para silenciar os jornalistas críticos. Na maioria das vezes, os abusos e a violência contra a imprensa são cometidos pelas forças da ordem, sobretudo pela polícia militar e pelo exército. A imprensa hondurenha tem vivido uma lenta descida aos infernos há mais de uma década, desde o golpe de estado de 2009. O nível de impunidade, neste país atormentado pela violência do crime organizado e pela corrupção, é um dos mais altos do continente. Os jornalistas, a imprensa de oposição e os meios de comunicação comunitários são regularmente agredidos, ameaçados de morte e forçados ao exílio. Processos abusivos são com frequência abertos contra jornalistas, as penas de prisão por difamação são frequentes e são por vezes acompanhadas pela proibição de exercer a profissão.

148
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

-2

146 em 2019

Pontuação global

-0.33

48.53 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro