Vietnã

Vietnã

Blogueiros e jornalistas-cidadãos diante da violência de Estado

Os blogueiros e jornalistas-cidadãos, únicas fontes de informação independentes em um país onde a imprensa está totalmente às ordens do Partido Comunista, são alvo permanente de uma repressão cada vez mais feroz. As violências policiais, efetuadas por agentes à paisana, se multiplicam. O Partido continua a justificar a prisão dos atores da informação invocando o código penal - em particular, os artigos 79, 88 e 258, que punem com penas pesadas de prisão aqueles reconhecidos como culpados de realizar "atividades destinadas a derrubar o poder do povo", de "propaganda anti-estatal" ou de "abuso de suas liberdades democráticas ". Após a chegada da linha conservadora de Nguyen Phu Trong à frente do Partido, o terror endureceu significativamente nos últimos dois anos, com muitos jornalistas cidadãos expulsos ou condenados a penas de prisão muito pesadas por seus escritos - até vinte anos para um deles, condenado em agosto de 2018. Hoje, nada menos do que trinta jornalistas e blogueiros ainda estão definhando nas cadeias vietnamitas, onde os casos de maus-tratos são frequentes. Diante da mobilização cidadã online, o poder também refinou suas ferramentas de repressão. No final de 2017, o exército revelou a existência da Força 47, uma unidade de 10.000 soldados cibernéticos encarregados de defender o Partido e atacar blogueiros que lançariam vozes dissidentes na Internet. No início de 2019, entrou em vigor uma nova lei sobre crimes cibernéticos que pretende forçar as plataformas a armazenar os dados dos usuários em solo vietnamita para entregá-los às autoridades, se assim o exigirem.

176
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-1

175 em 2018

Pontuação global

-0.12

75.05 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro