Síria

Síria

Os país se tornou um dos mais mortíferos do mundo para os repórteres. Novos meios de comunicação sírios foram criados por jornalistas cidadãos após o fim das revoluções para mostrar os diferentes rostos da guerra.

Os jornalistas, profissionais ou não, são vítimas das violências das forças presentes, sejam elas o exército sírio, seus aliados, ou diferentes grupos de oposição, entre os quais os extremistas - grupo Estado Islâmico ou Hayat Tahrir al Sham - ou as forças curdas e, mais recentemente ainda, incursões turcas, como em Afrin no início do ano. As tentativas de intimidação, as prisões, os sequestros e assassinatos são comuns e formam um dramático cenário midiático.

177
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2018

Posição

0

177 em 2017

Pontuação global

-2.27

81.49 em 2017

Contatos

  • 3
    Jornalistas assassinados em 2018
  • 5
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2018
  • 1
    Colaboradores assassinados em 2018
Ver o Barômetro