Noruega

Noruega

Nuvens no horizonte

Há anos, a Noruega se classifica no nível mais alto do mundo em termos de democracia e liberdade de expressão. No entanto, os serviços de segurança policial apontaram em seu relatório anual que o ódio ao governo, o assédio, os ataques pessoais e as declarações ameaçadoras contra indivíduos se tornaram comuns nas mídias sociais. Recentemente, o governo encarregou uma comissão de realizar uma revisão abrangente das condições da liberdade de expressão. Foi solicitado especificamente que verificasse como proteger a segurança dos jornalistas, e até que ponto as ameaças e provocações podem levar à autocensura. Os membros dessa comissão propuseram considerar medidas para promover a maior participação possível no debate público e formas de impedir a divulgação de notícias falsas e discursos de ódio. Ao mesmo tempo, foi organizada uma iniciativa popular contra o artigo 185 do código penal. Os signatários dessa petição apontam para a forma como o artigo foi redigido. Embora seu objetivo seja a prevenção de declarações odiosas e discriminatórias, sua redação lança dúvidas sobre possíveis consequências para a liberdade de expressão. Recentemente, em um movimento espetacular, um dos veículos de comunicação mais importantes do país, o diário Verdens Gang (VG), em colaboração com a Associação Norueguesa de Redatores e o Sindicato dos Jornalistas, processou o Procurador-Geral que lhe negou acesso a documentos em um caso referente ao uso de armas de fogo pela polícia. Um obstáculo inaceitável, segundo os representantes do diário, que consideram que sua investigação sobre os métodos policiais constitui o cerne da função de controle da mídia.

1
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

0

1 em 2019

Pontuação global

+0.02

7.82 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro