Montenegro

Montenegro

Ainda no final da fila

As autoridades continuam pressionando a linha editorial da emissora pública RTCG. Em junho de 2018, eles demitiram a diretora executiva Andrijana Kadija e a substituíram, juntamente com vários líderes-chave, por partidários do partido governista DPS. O mercado está enfrentando sérias dificuldades econômicas. Os meios de comunicação pró-governo são protegidos porque se beneficiam da publicidade de instituições públicas, em oposição à mídia independente. Como nos anos anteriores, personalidadess oficiais continuaram a perseguir e ameaçar jornalistas. Em maio de 2018, uma jornalista investigativa, Olivera Lakic, foi baleada na perna em frente à sua casa. O caso não foi resolvido, como outros ataques que são ignorados e permanecem impunes. A autocensura continua a ser uma questão importante porque, embora a difamação tenha sido descriminalizada desde 2011, vários jornalistas independentes e meios de comunicação têm sido objeto de processos judiciais nos últimos meses. Jovo Martinovic, um jornalista investigativo acusado de tráfico de drogas, foi sentenciado em janeiro de 2019 a 18 meses de prisão, provocando a ira da comunidade internacional. O jornalista, que ganhou o prêmio Peter Mackler em setembro de 2018, está aguardando o julgamento do recurso.

104
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-1

103 em 2018

Pontuação global

+1.53

31.21 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro