Montenegro

Montenegro

Sem melhora

A pressão das autoridades sobre a mídia e os jornalistas profissionais continua e os principais ataques a jornalistas permanecem impunes. Em maio de 2018, a jornalista investigativa Olivera Lakić, trabalhando para o diário Vijesti, foi baleada na perna. Nove homens foram presos em Montenegro e no exterior em fevereiro de 2019. Porém, como em muitos casos semelhantes, o caso Lakić permanece sem solução. No ano passado, as autoridades reconheceram publicamente que, por falta de provas, o assassinato de Dusko Jovanovic, redator chefe do jornal Dan assassinado em 2004, nunca seria elucidado. Em janeiro de 2019, o repórter investigativo Jovo Martinovic foi condenado a 18 meses de prisão por tráfico de drogas. No entanto, seu recurso foi declarado admissível pela justiça, que ordenou um novo processo agora em andamento. O veredito havia sido denunciado pela comunidade internacional. Três jornalistas foram presos por suspeita de causar desordem e pânico ao disseminar notícias falsas. A mídia independente continua enfrentando sérias dificuldades econômicas, enquanto a mídia pró-governo é financiada por meio de anúncios institucionais.

105
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

-1

104 em 2019

Pontuação global

+1.09

32.74 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro