Israel

Israel

A imprensa se choca com a censura militar, a corrupção e a autocensura

A imprensa israelense desfruta de uma verdadeira liberdade de tom, fato raro na região. No entanto, apesar da existência de meios de comunicação livres e independentes, os jornalistas enfrentam a hostilidade declarada dos membros do governo, bem como a "censura militar", ordens que proíbem a cobertura de certos assuntos, sem mencionar a mordaça da comunidade empresarial. O parlamento israelense começou a considerar um projeto de emenda para condenar qualquer pessoa a 5 ou 10 anos de prisão por gravar ou transmitir imagens de soldados israelenses em serviço se a intenção de "atentar contra a moral de Israel e seus residentes" ou "de prejudicar a segurança do Estado" for comprovada. Finalmente, a realidade dos territórios palestinos aparece pouco ou nada na imprensa israelense, devido à autocensura. Quanto aos correspondentes freelancers estrangeiros, eles muitas vezes têm dificuldades para obter ou renovar seu credenciamento. Os abusos do exército israelense contra os jornalistas palestinos e estrangeiros são frequentes, sobretudo durante a cobertura de manifestações ou confrontos na Cisjordânia ou na Faixa de Gaza. Dois jornalistas palestinos foram mortos e dezenas foram feridos em 2018 pelo exército israelense quando cobriam as marchas de retorno à Faixa de Gaza. Muitos jornalistas palestinos, acusados de incitar a violência contra o país ou de colaborar com organizações terroristas, são vítimas do sistema israelense de detenção administrativa: podem ser detidos sem acusação oficial, por tempo indeterminado e sem que seu caso seja comunicado a um advogado. Vários meios de comunicação palestinos acusados de incitar a violência foram alvo das forças armadas israelenses, ou foram fechados por elas, nos últimos anos.

88
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-1

87 em 2018

Pontuação global

+0.54

30.26 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro