Iêmen

Iêmen

Balanço desastroso para os jornalistas

O conflito militar, que começou em 2014, continua devastando o Iêmen e está causando consequências muito graves para a liberdade de imprensa.  A fragmentação do país entre as áreas controladas pelos rebeldes houthis, as regiões controladas pelo governo dito legítimo e os separatistas do sul polarizou ainda mais os meios de comunicação.  A informação independente sobre o conflito é rara, uma vez que os veículos de comunicação são controlados pelas partes envolvidas no conflito.  Quanto aos jornalistas estrangeiros, raros são os que acessam o campo.  Os jornalistas locais se veem encurralados no meio de todas essas forças. Cerca de uma dúzia deles estão detidos ou pelos Houthis, ou pela Al-Qaeda ou pelo governo oficial. Quatro jornalistas, detidos pelos Houthis, correm risco de pena de morte depois de suas condenações em abril de 2020 sob a acusação de espionagem em benefício da Arábia Saudita. Na parte do país controlada pelo governo oficial, os jornalistas também são presos arbitrariamente e vítimas de abusos cometidos por milícias. A região de Aden revelou-se particularmente letal com a morte de dois jornalistas, vítimas do conflito político, com alguns meses de intervalo: um assassinado por atiradores não identificados, outro morto num atentado enquanto trabalhava numa reportagem. Na internet, o acesso aos veículos de comunicação foi bloqueado desde que os houthis assumiram o controle do Ministério das Telecomunicações. Independentemente da área em que se encontram, os jornalistas são vigiados e podem ser presos por uma simples postagem nas redes sociais. Para não sofrer represálias, alguns decidem mudar de profissão, o que não os impede de ser processados por seus antigos escritos.

169
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2021

Posição

-2

167 em 2020

Pontuação global

+4.10

58.25 em 2020

Contatos

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2021
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2021
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2021
Ver o Barômetro