Chile

Chile

Pouco espaço para o pluralismo.

Apesar de uma relativa estabilidade democrática, o Chile ainda está exposto a problemas de corrupção e sofre com os ecos da ditadura militar. Em um contexto de forte concentração da imprensa, o pluralismo está faltando e os meios de comunicação comunitários não conseguem assegurar a perenidade de suas atividades, limitando gravemente o debate democrático no país. Apesar de notáveis avanços em matéria de acesso à informação e de uso da Internet, alguns temas permanecem difíceis de abordar, como por exemplo as reivindicações das comunidades Mapuches, em conflito com o Estado chilenoa cerca de 200 anos. Os repórteres que cobrem as manifestações são regularmente atacados e carecem de proteção. Nos últimos anos, várias rádios foram fechadas. Em 2016, jornalistas que investigavam casos de corrupção envolvendo autoridades e pessoas próximas à ex-presidente Michelle Bachelet foram abusivamente processados por difamação.

46
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-8

38 em 2018

Pontuação global

+2.96

22.69 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro