Bielorrússia

Bielorrússia

Falso degelo

Preocupados em afrouxar o controle russo sobre o país e em sair da crise econômica, o governo de Alexandre Loukachenko tenta reconquistar as boas graças da comunidade internacional apagando sua imagem de “última ditadura da Europa”. Mas, além da libertação dos principais prisioneiros políticos, nada mudou. Os jornalistas freelancers, forçados a trabalhar sem registro para mídias independentes baseadas no exterior, são assediados pela justiça. O medo de uma desestabilização ligada à crise ucraniana levou as autoridades a jogar na prisão tanto blogueiros pró-russos quanto antirrussos. Ao menos, o ano de 2016 foi quase isento de violências e detenções de repórteres. Uma calmaria da qual, após a repressão em massa de março de 2017, por ocasião de um movimento inédito de protestos, o povo poderá sentir falta.

153
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2017

Posição

+4

157 em 2016

Pontuação global

-1.89

54.32 em 2016

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2017
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2017
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2017
Ver o Barômetro