Bielorrússia

Bielorrússia

Tempos difíceis para o jornalismo independente

A repressão é desenfreada na Bielorrússia com a aproximação das "eleições". O assédio da mídia no exílio alcançou proporções sem precedentes (mais de cem multas em 2018), e títulos anteriormente intocáveis, como Tut.by e a agência BelaPAN, estão no olho do furacão. Prisões de jornalistas e blogueiros críticos, bloqueio de sites de notícias de referência, reforma ainda mais draconiana da lei de mídia ... A evolução paradoxal do país no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa não deve induzir a erro: é apenas devido à deterioração da situação no resto do mundo e ao número recorde de detenções no ano passado na Bielorrússia.
153
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

+2

155 em 2018

Pontuação global

-0.93

52.59 em 2018

  • 0
    journalistes tués em 2019
  • 0
    journalistes citoyens tués em 2019
  • 0
    collaborateurs tués em 2019
Ver o Barômetro