Hungria

Hungria

Um contra-modelo europeu de liberdade de imprensa

Usando a crise sanitária como pretexto, o regime de Viktor Orbán continuou a estender sua hegemonia sobre a paisagem midiática húngara e a inspirar outros países europeus, como a Eslovênia e a Polônia. A legislação anticoronavírus, que dá ao governo um poder virtualmente ilimitado sobre a gestão da crise, ameaçou levar jornalistas à justiça por "espalhar notícias falsas" ou "bloquear os esforços antipandêmicos do governo" e restringir ainda mais seu já limitado acesso às informações públicas. Essa tentativa de criar um estado de policiamento da informação no coração da Europa forçou muitos jornalistas e suas fontes à autocensura, ainda que artigos críticos ao governo e reportagens reveladoras tenham sido publicados cotidianamente. A obrigação imposta a jornalistas de obter autorização das autoridades e proprietários de terras para sobrevoo de drones, sob pena de um ano de prisão, demonstra a vontade do Estado de usar todo o arsenal legislativo possível para dificultar o trabalho dos meios de comunicação independentes e proteger os oligarcas que são objeto de suas investigações. O pluralismo midiático, por sua vez, padece de decisões políticas tomadas sob pretextos administrativos pelo Conselho de Mídia, incluindo a decisão de privar a Klubrádió de sua frequência, limitando-a à transmissão online, e a medida em relação à Antenna Hungaria, que efetivamente encerrou a transmissão da DAB+ na Hungria. O acontecimento mais espetacular de 2020 foi a aquisição do site Index.hu pelo governo, graças a ajuda de um empresário próximo ao primeiro-ministro. O Telex.hu, lançado por ex-funcionários do Index.hu, salva o que resta do pluralismo dos meios de comunicação na Hungria, juntamente com o retorno da Radio Free Europe.

92
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2021

Posição

-3

89 em 2020

Pontuação global

+0.92

30.84 em 2020

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2021
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2021
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2021
Ver o Barômetro