Estônia

Estônia

Um período difícil

O ano de 2020 foi difícil para os jornalistas estonianos. Eles foram regularmente alvo de ataques verbais por parte de membros do governo. Alguns políticos ameaçaram reduzir o financiamento da emissora pública por causa de sua cobertura crítica e, em várias ocasiões em coletivas de imprensa, os ministros se recusaram injustificadamente a divulgar informações aos jornalistas. Em 2020, foi utilizada a lei do Código Penal que permite à justiça proibir os jornalistas de fazerem reportagens sobre um processo judicial. Várias decisões judiciais impediram jornalistas de divulgar informações de interesse público. Mas, em dezembro, o Supremo Tribunal Federal abriu um precedente em favor da liberdade de imprensa e do interesse público ao anular a decisão do Tribunal de Contas no caso de recurso do diário Eesti Päevaleht. O jornal queria divulgar os depoimentos de testemunhas e de parte da audiência no caso de corrupção do porto de Tallinn. A pandemia de Covid-19 permitiu que os meios de comunicação estonianos recebessem ajuda estatal - embora tenha sido mais fraca do que o esperado. As duas maiores empresas privadas de comunicação foram as maiores beneficiárias, com 1,5 milhões de euros de fundos públicos recebidos.

15
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2021

Posição

-1

14 em 2020

Pontuação global

+2.64

12.61 em 2020

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2021
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2021
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2021
Ver o Barômetro