Darvinson ROJAS

VENEZUELA

Preso por causa de um tuite



Por ter questionado no Twitter a confiabilidade dos números oficiais sobre a pandemia, o jornalista independente venezuelano Darvinson Rojas foi interpelado em casa, no dia 21 de março de 2020, e colocado na prisão por 12 dias. Sua primeira audiência no tribunal foi marcada por irregularidades. As acusações apresentadas contra ele não foram detalhadas. A única coisa que sabe é que foi "acusado de incitação ao ódio" e de "provocação pública". As detenções arbitrárias de jornalistas que criticam a gestão do governo de Maduro se intensificaram com a crise sanitária.