Azerbaijão

Azerbaijão

Guerra impiedosa contra as últimas vozes críticas

Não satisfeito em ter acabado com qualquer forma de pluralismo, o presidente Ilham Aliev conduz, desde 2014, uma guerra impiedosa contra as últimas vozes críticas.Se resistem às pressões, aos espancamentos, às tentativas de chantagem ou de corrupção, os jornalistas e blogueiros independentes são jogados na prisão. Os meios de comunicação livres foram asfixiados economicamente (Zerkalo, Azadlig) ou fechados à força (Radio Azadlig). Os principais sites de notícias independentes estão bloqueados. Para tentar dobrar aqueles que resistem no exílio, como Emin Milli e Ganimat Zahid, o governo de Bakou ataca os membros de suas famílias. E não hesita mais em exportar sua repressão: jornalistas presos na Geórgia e na Ucrânia, processados na França... Até onde?

163
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2018

Posição

-1

162 em 2017

Pontuação global

+3.33

56.40 em 2017

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2018
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2018
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2018
Ver o Barômetro