Li WENLIANG

CHINA

O médico que lançou o alerta


Li Wenliang, 34 anos, oftalmologista no hospital central de Wuhan, lançou um alerta num grupo privado de WeChat em 30 de dezembro de 2019, em relação a uma possível epidemia de coronavírus, e foi interpelado pela polícia, juntamente com outros sete médicos, por ter "disseminado rumores falsos". Sua morte em consequência da doença, na noite de 6 para 7 de fevereiro, desencadeou uma onda de indignação no país e a hashtag "Queremos a liberdade de expressão" alcançou dois milhões de postagens antes de ser censurada.