Uruguai

Uruguai

Uma referência na região

A descriminalização dos delitos ditos contra a honra, a regulação da radiodifusão comunitária e o acesso à informação garantem um ambiente de trabalho propício para os jornalistas no Uruguai. A lei sobre os serviços de comunicação audiovisual, adotada em dezembro de 2014, favorece o pluralismo da mídia e estabelece um Conselho das comunicações audiovisuais independente do poder executivo. Apesar desse contexto favorável, alguns casos de ameaças, intimidação e pressão política contra jornalistas que cobrem casos delicados envolvendo membros da Presidência da República foram registrados pela RSF em 2016. Em 2017, jornalistas investigativos foram vítimas de pressão judicial e a jornalista Isabel Prieto escapou por pouco de uma tentativa de assassinato.

19
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

+1

20 em 2018

Pontuação global

+0.50

15.56 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro