Sri Lanka

Sri Lanka

A liberdade de imprensa desafiada pelo "Terminator"

O final de 2019 foi marcado por eleições que levaram ao poder o novo presidente do Sri Lanka, Gotabaya Rajapaksé, conhecido como "Terminator", que se destacou quando era ministro da Defesa no governo de seu irmão Mahinda, entre 2005 e 2015. Durante esse período, descrito pelos jornalistas do Sri Lanka como uma década sombria, “Gota” havia se estabelecido como líder da “gangue das camionetes brancas”, em referência aos veículos nos quais os jornalistas eram sequestrados para serem executados - pelo menos 14 deles desapareceram dessa forma. Pouco depois do discurso de posse como Presidente da República, houve um aumento da pressão da polícia contra os jornalistas. Buscas, interrogatórios, intimidação ... Há muitos motivos de preocupação. Ano do aniversário do fim da guerra civil e do esmagamento da rebelião tâmil, 2019 também foi marcado por uma intensificação preocupante dos ataques das forças de segurança contra repórteres que investigam os problemas relacionados a essa minoria.

127
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

-1

126 em 2019

Pontuação global

+2.33

39.61 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro