Notícia

3 Junho 2015 - Atualizado a 16 Outubro 2016

RSF disponibiliza livro de Rafael Marques sobre corrupção em Angola


“Diamantes de sangue: corrupção e tortura em Angola”, o livro que denunciou as violações dos direitos humanos nas minas diamantíferas do país africano, valeu ao jornalista Rafael Marques de Morais a perseguição constante dos generais do regime desde a sua publicação em 2011.

Publicada gratuitamente em versão PDF pela editora do livro, a obra que documenta 500 casos de tortura e 100 execuções arbitrárias pode agora também ser descarregada do site de Repórteres sem Fronteiras, nas suas versões inglesa e portuguesa.

“Ao disponibilizarmos este livro, pretendemos mostrar que a censura nunca é a melhor solução, declara Cléa Kahn-Sriber, responsável pela Secção África de Repórteres sem Fronteiras. Os generais angolanos quiseram silenciar esta fonte de informação, mas na realidade só conseguiram aumentar a notoriedade e a exposição mediática do trabalho de Rafael Marques.”

Apesar de um acordo entre o jornalista e os queixosos que estipulava o abandono das acusações, a 21 de Maio de 2015, Rafael Marques foi condenado uma semana depois a seis meses de prisão com pena suspensa e à obrigação de retirar o seu livro de circulação.

Para mais informações sobre a liberdade de informação em Angola e o caso de Rafael Marques.

Angola ocupa a 123ª posição na Classificação 2015 da Liberdade de Imprensa elaborada por Repórteres sem Fronteiras.