Notícia

22 Abril 2020

Por que a conferência virtual da RSF não foi transmitida

A conferência online, organizada pela Repórteres sem Fronteiras (RSF) por ocasião da publicação da edição 2020 do Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa, intitulada “Jornalismo em crise: a década decisiva”, deparou-se com problemas técnicos graves que alteraram seu curso e impediram sua difusão.

A editora-chefe da Rappler, Maria Ressa, o informante Edward Snowden, a colaboradora do Washington Post, Rana Ayyub, o ganhador do Nobel de Economia, Joseph Stiglitz, e o secretário geral da RSF, Christophe Deloire, realizaram seus debates em condições técnicas difíceis, considerando que uma gravação estaria disponível para posterior difusão. 


A RSF imediatamente exigiu uma explicação da empresa Crowdcast, de São Francisco.  Após investigações iniciais, o serviço técnico nos informou por escrito que tiveram “dificuldades no servidor, o que gerou problemas para o evento, incluindo sua gravação”. A RSF pretende obter mais explicações. 


A RSF pede desculpas a todos os inscritos na plataforma e a todos que pretendiam assistir à conferência. O número máximo de participantes da conferência virtual, que totalizou 1000 pessoas, havia sido atingido. Compartilhamos a decepção dos participantes e dos palestrantes.  

    

A RSF se reserva o direito de tomar todas as medidas necessárias para obter uma compensação.