Notícia

30 Julho 2020

#FreeKhaled: comitê internacional pede a libertação do jornalista Khaled Drareni

Jornalistas, figuras proeminentes do mundo das Artes e das Letras e amigos de Khaled Drareni, jornalista algeriano detido desde 29 de março, anunciaram a criação de um comitê internacional para pressionar pela libertação de Drareni. O comitê se reuniu pela primeira vez, virtualmente, em 23 de julho, para decidir quais deveriam ser suas primeiras ações.

Quatro meses se passaram desde que Khaled Drareni foi preso em consequência das investigações jornalísticas independentes que conduzia. Durante este tempo, foi criada uma campanha em torno do caso, que cresceu em alcance e em divulgação tanto na Algéria e no Magreb, quanto no resto do mundo. Diante da continuidade dessa injustiça, amigos, colegas de profissão e personalidades notórias promoveram uma reunião inaugural online, no dia 23 de julho, para lançar o comitê de apoio e decidir quais deveriam ser suas primeiras ações.


O objetivo é aumentar a conscientização e sensibilizar o público internacional sobre esta injustiça. Estão representadas neste comitê as seguintes organizações internacionais: Artigo 19, o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), a Federação de Jornalistas Africanos, a Human Rights Watch, a Index on Censorship, o International Press Institute (IPI) e o Sindicato Nacional de Jornalistas Tunisianos (SNJT).

Drareni é editor do site de notícias Casbah Tribune e correspondente da Repórteres sem Fronteiras e da TV5 Monde na Algéria. A sua detenção ocorre no contexto de um cenário de crescente hostilidade contra jornalistas na Algéria. O jornalista pode pegar até dez anos de cadeia sob as acusações de "incitar uma reunião desarmada" e "pôr em perigo a unidade nacional".


Em 30 de abril, diversas organizações algerianas e de outras partes do mundo se uniram na publicação de um primeiro apelo às autoridades, pressionando pela libertação de Drareni e pelo fim do "assédio direcionado à mídia independente". No entanto, no dia 6 de julho, autoridades judiciais locais transferiram o caso para um tribunal criminal no distrito de Argel, em Sidi M'hamed, onde o julgamento do jornalista deve começar em 3 de agosto.


Lista de personalidades que integran el comité de apoyo 

  • Lahouari Addi, sociólogo y politólogo, Argelia
  • Meziane Abane, periodista, fundador del medio de comunicación en línea l'Avant-Garde, Argelia
  • Pierre Audin, profesor, hijo de Maurice Audin, activista anticolonial, Francia  
  • Sami Boukhelifa, periodista, Francia
  • Jérôme Bouvier, periodista, fundador de Les Assises du journalisme, Francia
  • Jean-Pierre Constantin, Ombudsman, Francia
  • -Michel Cormier, periodista   
  • Can Dündar, periodista, Turquía
  • Mohamed Fadhel Ben Mahfoudh, abogado, Premio Nobel de la Paz, Túnez
  • Faouzia Ghiloufi, periodista, Túnez 
  • Scott Griffen, director del Internacional Press Institute (IPI), Austria
  • Françoise Joly, directora de información de TV5 Monde, Francia
  • Nacer Kettan, presidente fundador de Beur FM, Francia
  • Bernard de La Villardière, periodista, Francia
  • Christine Ockrent, periodista, Francia
  • Edwy Plenel, periodista, fundador de Mediapart, Francia

 

Lista de organizaciones que conforman el comité de apoyo 

  • Article 19, Reino Unido 
  • Comité para la Protección de los Periodistas (CPJ), Estados Unidos
  • Federación de Periodistas Africanos (FAJ)
  • Human Rights Watch, Estados Unidos
  • Index Censorship, Reino Unido
  • Sindicato Nacional de Periodistas de Túnez (SNJT)