Notícia

13 Novembro 2019

Filipinas: Radialista é assassinado por criticar corrupção em jogos de azar

CCTV video footage helped the police establishing one of Dindo Generoso’s hitmen left a pickup before getting on the motorcycle from which he shot the radio commentator (Photos: Negros Oriental Police Provincial Office - Twitter).
A Repórteres sem Fronteiras (RSF) pede à polícia filipina que conduza investigações rigorosas e transparentes sobre o assassinato do radialista da cidade de Dumaguete, capital da província de Negros Oriental, na semana passada.

Dindo Generoso, era apresentador de um programa diário de Dumaguete na Bai Rádio dyEM 96.7 e crítico de um popular de jogo de azar local. Ele estava dirigindo para o trabalho, na manhã do dia 7 de novembro, quando foi atingido sete vezes por um homem armado em uma moto. Generoso morreu na hora.

A princípio, a polícia local sugeriu que o assassinato foi resultado de conflitos familiares. Entretanto, as autoridades descobriram, a partir de vídeos de câmeras de segurança, que um dos assassinos deixou uma picape antes de subir na motocicleta. A picape, depois encontrada abandonada em um subúrbio de Dumaguete, pertence a um agiota chamado Tomasino Aledro.

Aledro é um apostador local de um tipo de jogo de azar conhecido como Small Town Lottery. Baseado no tradicional jogo de números “jueteng”, muito popular nas Filipinas, mas frequentemente associada à corrupção. O Small Town Lottery é particularmente popular na província de Negros Oriental e já foi denunciado por Generoso no programa de rádio.

Saudamos a velocidade em que a polícia identificou os suspeitos e investigados do terrível assassinato de Dindo Generoso” afirmou Daniel Bastard, responsável pelo escritório da RSF Ásia-Pacífico. “Agora eles devem garantir que esses criminosos sejam identificados e levados à justiça para quebrar o ciclo vicioso de impunidade que muitas vezes acompanham os crimes de violência contra jornalistas filipinos.”

O coronel Julian Entoma, responsável pela polícia de Negros Oriental, disse à imprensa que, além de Aledro, as autoridades identificaram três outros suspeitos: o cunhado de Aledro, Teddy Salaw, e dois cúmplices dentro da força policial, Glenn Corsame e Roher Rubio. Até agora, somente Salaw e Corsame foram presos. Aledro e Rubio seguem em liberdade.

O assassinato de Generoso recorda o caso de Edmund Sestoso, outro radialista de Dumaguete que foi morto por um motociclista enquanto estava dirigindo para casa, em maio de 2018. O assassino de Sestoso continua impune.

As Filipinas ocupam a 134º posição entre 180 países na Classificação Mundial de Liberdade de Imprensa da RSF 2019.