Notícia

28 Maio 2019 - Atualizado a 29 Maio 2019

Dono de jornal é assassinado na frente de casa no Rio de Janeiro

Source: Facebook
O fundador e proprietário do site de notícias Jornal O Maricá, Robson Giorno, foi morto a tiros em 25 de maio de 2019 em frente à sua casa na cidade de Maricá, no Estado do Rio de Janeiro. A Repórteres sem Fronteiras (RSF) insta as autoridades a realizar uma investigação completa e não descartar a pista profissional.

O proprietário do site de notícias locais Jornal O Maricá, Robson Giorno, foi morto a tiros na noite de sábado, 25 de maio de 2019, em Maricá, município do Estado do Rio de Janeiro. Ele também estava envolvido na política e havia expressado recentemente seu desejo de concorrer às eleições municipais marcadas para 2020, sob a bandeira do partido Avante.

 

A polícia local confirmou que foi uma "emboscada", um crime premeditado, e já privilegia duas pistas na investigação: o acerto de contas político e as represálias em conexão com suas atividades jornalísticas.

 

Criado em 2016, o Jornal O Maricá dedicava-se à cobertura de notícias e da política locais. Um colega jornalista de Robson Giorno, com quem a RSF pôde entrar em contato, disse que ele já havia sido ameaçado e se sentia em perigo, sem especificar se as ameaças estavam relacionadas a suas publicações ou a suas atividades políticas.

 

"As autoridades de Maricá devem conduzir uma investigação abrangente sobre este caso obscuro e não negligenciar a pista profissional", declarou Emmanuel Colombié, diretor do escritório da RSF na América Latina. "Este novo assassinato demonstra, mais uma vez, a urgência das autoridades brasileiras em reformar e repensar o sistema de proteção de jornalistas no país."

 

Robson Giorno é o primeiro caso de jornalista assassinado no Brasil em 2019. Em 2018, quatro casos foram registrados pela RSF, tornando o Brasil um dos países mais perigosos da América Latina para o exercício da profissão.

 

O Brasil ocupa o 105o lugar de 180 no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa 2019 elaborado pela Repórteres sem Fronteiras.