Notícia

14 Novembro 2017

Antoine Bernard é o novo Diretor Geral Adjunto da RSF

O Secretário Geral da RSF, Christophe Deloire, indicou o antigo Diretor Geral da Federação Internacional de Direitos Humanos (FIDH) como seu Diretor Adjunto para consolidar e seguir com o desenvolvimento da organização para a defesa da liberdade e independência do jornalismo, num período marcado por grandes perigos para os repórteres.

A Repórteres sem Fronteiras (RSF) anuncia que Antoine Bernard, defensor histórico dos direitos humanos e especialista em direito internacional, foi indicado como novo Diretor Geral Adjunto da organização. Responsável pela área de Programas da RSF, Bernard tomará posse em janeiro de 2018. Diretor Geral da Federação Internacional de Direitos Humanos (FIDH) até setembro de 2017, Antoine Bernard, de 51 anos, vai trabalhar diretamente com o Secretario Geral da RSF, Christophe Deloire. Ele estará encarregado da gestão dos três polos da área de Programas (Pesquisa e Publicações, Advocacy e Apoio aos atores locais e Coordenação de projetos) e acompanhará o desenvolvimento dos escritórios regionais da organização. A indicação chega num momento de crescimento para a RSF, e de grandes desafios para o jornalismo.


Para o Secretario Geral da RSF, Christophe Deloire, a indicação de Antoine Bernard abre novas perspectivas: “Antoine é um defensor histórico dos direitos humanos, dotado de grande legitimidade, experiência e qualidades humanas que eu admiro desde longa data. Sua chegada é uma grande notícia para nossa equipe e um reforço de peso num período no qual o jornalismo enfrenta diversas ameaças internacionalmente, violentas ou sutis, que visam instaurar um maior controle sobre a informação. Nós compartilhamos uma visão e uma ambição que consiste em promover a liberdade e a independência do jornalismo de qualidade, sem o qual não se encontrará solução para nenhum dos grandes desafios enfrentados pela humanidade”.


Antoine Bernard estima que “sob o reino mundial da opacidade, da propaganda e da impunidade de que gozam os poderosos, o jornalismo está em perigo, assim como os direitos humanos e a democracia; nesse sentido a RSF leva adiante uma luta absolutamente essencial. Christophe Deloire soube posicionar a organização para que se tornasse uma das lideranças internacionais na luta pela liberdade de informar e na proteção de jornalistas. É uma honra me juntar a ele e a sua equipe”.


Em setembro, ao deixar a organização após 26 anos, a FIDH destacou as importantes lutas e vitórias de Antoine Bernard; dentre as quais a adoção da Declaração dos Defensores de Direitos humanos das Nações Unidas, em 1998, a entrada em vigor da Tribunal Penal Internacional, em 2002, e a maior responsabilização dos atores econômicos, tanto na abertura de processos penais contra as empresas, quanto no diálogo em torno do tema da responsabilidade social. “A FIDH é imensamente grata à Antoine por seu infatigável otimismo, sua audácia, tenacidade e paixão com a qual se dedicou a nossa organização”.


Em setembro de 2017, Christophe Deloire, que assumiu o cargo na RSF em 2012, foi reeleito por unanimidade como Secretário Geral da RSF Internacional e Diretor Geral para os próximos 5 anos. Entre 2012 e 2017, a organização desenvolveu sua influência e suas atividades de forma rápida: lançou grandes campanhas junto a ONU e em diversos países, reforçou e profissionalizou sua sede em Paris, dobrou o número de funcionários, desenvolveu os escritórios regionais de Washington e Túnis, e abriu novos escritórios no Rio de Janeiro, em Londres e Taiwan. A organização considera atualmente a abertura de mais dois escritórios em 2018, um em São Francisco, nos EUA, e outro em algum pais da África.


Reconhecida de utilidade pública na França, a RSF conta com um status consultivo junto à ONU, à UNESCO, ao Conselho da Europa e à Organização Internacional da Francofonia. A sede em Paris atua em coordenação com seis escritórios regionais e seis seções em países europeus (Alemanha, Áustria, Espanha, Finlândia, Suécia e Suíça). A RSF Internacional é presidida por Michael Rediske, igualmente presidente da seção alemã da RSF, e a RSF por Pierre Haski.