Mongólia

Mongólia

Difamação e autocensura ameaçam a imprensa livre

Na Mongólia, mais da metade dos processos por difamação são contra jornalistas e a mídia, levando-os à autocensura. Em 26 de abril de 2018, os meios de comunicação do país substituíram seus programas habituais por telas negras para protestar contra o endurecimento da regulamentação no contexto de uma campanha presidencial. Embora o ambiente midiático tenha melhorado globalmente nos últimos anos, incluindo a transformação os veículos de comunicação estatais em veículos de serviço público, o problema da concentração da mídia - a maioria sendo afiliada a partidos políticos - limita o desenvolvimento de uma imprensa independente. A mídia pública e privada está freqüentemente sob pressão dos políticos. A falta de transparência do governo e sua suscetibilidade limitam o contra-poder dos meios de comunicação, sujeitos a um arcabouço jurídico ainda com problemas.

70
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

+1

71 em 2018

Pontuação global

+0.46

29.05 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro