Islândia

Islândia

Liberdade de expressão "absoluta", diz a constituição

Ambiciosa, a Islândia deseja se tornar o eldorado do jornalismo investigativo e das mídias online. Em junho de 2010, o Parlamento adotou por unanimidade a lei "Iniciativa islandesa pela modernização das mídias" (IMMI) que pretende criar um ambiente favorável à proteção das fontes, transparência, independência e liberdade de informação em sua totalidade. Esse texto defende especialmente os delatores e protege contra o "turismo de difamação" que consiste em abrir processo no país nas jurisdições mais desfavoráveis, sem levar em conta o local onde estão baseadas as partes. Mesmo que a Constituição garanta uma liberdade de imprensa "absoluta", desde 2012, a situação dos jornalistas se deteriora devido ao endurecimento das relações entre o político e as mídias.

14
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-1

13 em 2018

Pontuação global

+0.61

14.10 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro