Guatemala

Guatemala

Violência e impunidade no cotidiano.

Desde sua posse em janeiro de 2020, o presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, tem adotado uma retórica muito agressiva em relação à imprensa, apoiada por falsas acusações, ataques verbais e humilhação pública orquestrada de jornalistas. A Guatemala continua assolada pelo crime organizado, corrupção e impunidade quase total para crimes e ataques cometidos contra jornalistas - flagelos que tornam o trabalho da imprensa particularmente complexo e resultam em autocensura em muitos assuntos sensíveis para o governo. Expor a corrupção política pode levar a detenções arbitrárias, intimidação e agressões. Os assassinatos de jornalistas ainda são muito frequentes nesse país, que permanece entre os mais perigosos do continente para a imprensa. Além disso, a paisagem midiática continua muito concentrada. A crise sanitária do novo coronavírus também gerou sérias dificuldades de acesso às informações e um clima cada vez mais hostil para os jornalistas.                                                             

116
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2021

Posição

0

116 em 2020

Pontuação global

+2.71

35.74 em 2020

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2021
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2021
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2021
Ver o Barômetro