Gana

Gana

Jornalistas não suficientemente protegidos pelas autoridades

Neste país, conhecido por ser um dos mais democráticos da África, o pluralismo dos meios de comunicação e sua independência são garantidos pelo capítulo 12 da Constituição de 1992. No entanto, um terço dos meios de comunicação de Gana pertencem ao Estado ou a acionistas ligados ao poder. Em 2018, uma equipe de jornalistas investigativos foi forçada a passar parte do ano escondida após fazer e divulgar um documentário sobre corrupção no futebol ganense. Questionado nessa investigação, um deputado da maioria ameaçou publicamente atacar um jornalista, sem jamais se preocupar com as consequências. Alguns meses depois, o repórter foi assassinado em plena rua. Desde então, a investigação anunciada pelas autoridades está parada. Jornalistas investigativos são frequentemente ameaçados, embora as prisões e detenções de jornalistas continuem excepcionais. Enquanto a grande maioria dos casos de jornalistas atacados por agentes da lei ficam impunes, esforços tímidos foram feitos para combater a impunidade. Em 2019, três policiais foram suspensos após atacar jornalistas. Finalmente, a Lei de Acesso à Informação, um projeto de vinte anos, foi aprovada pelo parlamento.

30
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

-3

27 em 2019

Pontuação global

+1.45

20.81 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro