Espanha

Espanha

A ascensão da extrema direita

O ano de 2019 foi marcado pelo avanço da extrema direita espanhola, tornando o partido VOX a terceira força política no país. Ele se caracterizou por sua cruzada contra a imprensa, com ativistas incitando ao linchamento de jornalistas nas redes sociais ou assediando-os fisicamente em campo. Por seu lado, os líderes políticos não hesitam em insultar publicamente os repórteres e negar-lhes credenciamento para a cobertura dos eventos que organizam. O ódio contra os profissionais da informação não se limita ao VOX. Na Catalunha, em um clima de extrema polarização da vida política, os jornalistas se tornaram alvos de violência física tanto pela polícia quanto por manifestantes pró-independência. Os jornalistas investigativos são alvos e vítimas de assédio judicial. Vários deles foram acusados de violar o sigilo da investigação, outros foram alvo de buscas e apreensões. Embora a maioria dos procedimentos não seja bem-sucedido, os jornalistas espanhóis notam uma tendência crescente da justiça e da polícia de se opor à proteção das fontes, bem como a vontade de obstruir o jornalismo investigativo.

29
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

0

29 em 2019

Pontuação global

+0.17

21.99 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro