El Salvador

El Salvador

Violência estrutural e controle governamental

Os meios de comunicação pagam o preço da violência generalizada e do narcotráfico que assola El Salvador, um dos países mais perigosos da América Latina. Inúmeros jornalistas foram assassinados ou agredidos nos últimos anos. O arcabouço legislativo salvadorenho é muito pouco protetor para a imprensa e os jornalistas que investigam a corrupção ou as finanças públicas são intimidados e pressionados por funcionários públicos. Em fevereiro de 2019, uma equipe de jornalistas investigativos da revista Factum foi intimidada pelas autoridades para revelar suas fontes em um caso comprometedor para o governo. Desde sua posse em junho de 2019, o novo presidente Nayib Bukele multiplicou as críticas contra a imprensa, chegando a elaborar uma lista de jornalistas designados como “adversários políticos agindo de maneira maniqueista e cuja intenção é desestabilizar o governo”.

74
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

+7

81 em 2019

Pontuação global

-0.11

29.81 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro