Dia mundial contra a cibercensura 2020: a RSF lista predadores digitais e desbloqueia novos sites censurados

"Collateral Freedom"

Por ocasião do Dia Mundial Contra a Cibercensura, 12 de março, a RSF publicou a lista dos 20 Predadores Digitais da Liberdade de Imprensa e lançou a sexta edição de sua operação Collateral Freedom, para desbloquear 21 sites de notícias censurados ao redor do mundo

A lista não é exaustiva, mas a RSF identificou 20 Predadores da Liberdade de Imprensa que representam um perigo evidente para a liberdade de opinião e de expressão em 2020. Essas entidades, infraestatais, privadas, ou até mesmo informais, utilizam procedimentos de perseguição, de censura de Estado, de desinformação, ou ainda de espionagem e de vigilância. Sua atividade é comparável a uma predação do trabalho jornalístico.

>>> Consulte a lista dos 20 predadores digitais <<<

Collateral Freedom: a RSF frustra a censura a sites de notícias em 12 países


A censura a sites de mídia independentes é uma estratégia cada vez mais comum de predadores da informação. Na sexta edição de sua operação Collateral Freedom, a RSF desbloqueou quatro novos sites em 12 regimes autoritários ou ditatoriais. Ao todo, são 21 sites censurados que, graças à técnica de "espelho", que consiste em duplicar os sites censurados e hospedar cópias em servidores internacionais pertencentes a "gigantes" da web, estão novamente acessíveis. 

>>> Consulte a lista dos sites desbloqueados pelo RSF <<<

A RSF continuará mantendo a operação Collateral Freedom enquanto seus recursos o permitirem. Você pode contribuir com essa luta:

  • compartilhando essa informação com o hashtag #CollateralFreedom e divulgando o trabalho desses sites bloqueados.
  • fazendo uma doação para que possamos financiar a continuidade dessa operação.

Para ajudar os internautas a contornar a censura, a RSF também criou, dentro do videogame Minecraft, uma biblioteca virtual na qual os jogadores podem visualizar artigos de jornalistas que foram assassinados, ameaçados ou exilados. Essa estrutura virtual chamada "Biblioteca Livre" é preenchida com livros contendo artigos censurados em seus países de origem. Estão disponíveis trabalhos de jornalistas proibidos, presos, exilados e até mortos de 5 países (Egito, México, Arábia Saudita, Rússia e Vietnã). 

A Biblioteca Livre pode ser acessada via Minecraft pelo endereço do servidor: visit.uncensoredlibrary.com


Lançado em 2008 pela RSF, o Dia Mundial Contra a Cibercensura, também conhecido como Dia Internacional da Liberdade de Expressão na Internet, tem por objetivo denunciar todas as formas de censura cibernética no mundo.