Chipre

Chipre

O peso das palavras

A liberdade de imprensa é garantida pela constituição. Contudo, os partidos políticos, a Igreja Ortodoxa e os interesses comerciais exercem uma grande influência na mídia. O exercício do jornalismo está sujeito a certos obstáculos relacionados à proibição imposta pelo Estado de usar certos termos que remetem ao conflito com o norte da ilha, a negação do genocídio armênio ou crimes de guerra. A difamação segue sendo uma ofensa criminal. Uma iniciativa sob os auspícios da OSCE reuniu jornalistas, seus sindicatos e conselhos de imprensa em ambos os lados da ilha de Chipre e produziu em julho de 2018 um glossário de palavras identificadas como indelicadas e potencialmente incendiárias a serem evitadas, com o objetivo de fortalecer o jornalismo de qualidade e melhorar a ética. Seus autores cipriotas gregos foram gravemente ameaçados depois de participarem dessa iniciativa, já que o governo não aprecia a "retórica alternativa" em algumas questões. A Comissão Europeia manifestou a sua preocupação com o sistema de concessão de passaportes e vistos «dourados» a cidadãos não pertencentes à União Europeia no Chipre e os riscos que tais dispositivos representam em termos de segurança, evasão fiscal, corrupção e lavagem de dinheiro. Chipre é um paraíso fiscal onde muitas empresas relacionadas com os oligarcas russos têm a sua sede oficial, mas investigar os laços do Estado com a Rússia pode levar a processos civis e criminais para os jornalistas em questão: a justiça proibiu o jornal Politis de publicar e-mails interceptados por hackers que a promotora Eleni Loizidou havia trocado com o gabinete do Procurador-Geral da Rússia. Esta sanção continua em vigor apesar de uma mobilização internacional contra esse amordaçamento da liberdade de imprensa.

28
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-3

25 em 2018

Pontuação global

+1.89

19.85 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro