Cazaquistão

Cazaquistão

Liquidar a herança da censura

Ainda que Noursoultan Nazarbaïev tenha abandonado a presidência em 2019, após 30 anos no poder, ele permanece como “Líder da nação” e mantém o controle sobre o futuro do país. Nos últimos anos, as incertezas com relação à sua sucessão só acentuaram a paranoia e o desejo de controle do regime. Os principais meios de comunicação nacionais da oposição foram todos proibidos em 2013, os últimos sucumbem a processos judiciais, e até mesmo títulos pouco críticos são agora alvo. A prisão de jornalistas é algo comum. A Internet passou a ser controlada de perto: corte periódico de acesso a sites de notícias, às redes sociais e aos serviços de mensagem, vigilância generalizada, blogueiros jogados na prisão ou colocados em manicômios psiquiátricos... Uma herança de censura que já está na hora de liquidar.

158
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

0

158 em 2018

Pontuação global

-1.59

54.41 em 2018

Contatos

  • 0
    journalistes tués em 2019
  • 0
    journalistes citoyens tués em 2019
  • 0
    collaborateurs tués em 2019
Ver o Barômetro