Bélgica

Bélgica

Sempre em declínio


A situação dos jornalistas e da liberdade de imprensa se deteriora na Bélgica, que registra um novo recuo no Ranking. Pela primeira vez, jornalistas da TV de língua holandesa VRT, em Flandres, foram vistos desfilando para protestar contra a falta de recursos e os cortes no orçamento decididos pelo governo flamengo. Na Valônia, a demissão abusiva de jornalistas do diário L'Avenir, que estavam muito interessados em um escândalo financeiro envolvendo a holding Nethys (proprietária do jornal), causou protestos ainda fortes após o vazamento de uma lista negra de jornalistas considerados "indesejados" pela administração. O ex-ministro belga das Relações Exteriores, Didier Reynders, que se tornou Comissário Europeu, havia proposto uma lei no verão de 2019 incluindo um artigo que penalizava qualquer informante que divulgasse informações classificadas. O Conselho de Estado belga revogou o texto em nome da liberdade de informação.

12
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2020

Posição

-3

9 em 2019

Pontuação global

+0.50

12.07 em 2019

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2020
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2020
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2020
Ver o Barômetro