Albânia

Albânia

A estrada é longa antes da UE

A mídia nunca foi tão atacada pelo governo ou redes criminosas como em 2018. Às vezes ameaçados de morte, às vezes intimidados por ações judiciais para dissuadi-los de investigar a corrupção, os jornalistas também foram cobertos de insultos. Políticos, o primeiro-ministro na liderança, os descreveram como fabricantes de fake news ou lixo. O chefe do governo propôs um projeto de lei para fortalecer o controle estatal sobre a mídia eletrônica e acusado de restringir o acesso dos albaneses à informação. O relatório conjunto da Repórteres sem Fronteiras (RSF) e da Rede da Balkan Investigative Reporting Network (BIRN), publicado em março de 2018, revelou muitos problemas no funcionamento dos meios de comunicação albaneses: normas regulamentares manipuladas a favor dos interesses do governo e uma concentração do setor audiovisual nas mãos de alguns magnatas criam uma situação em que a autocensura se tornou comum e onde 80% dos jornalistas dizem estar incertos sobre seu futuro profissional.

82
na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2019

Posição

-7

75 em 2018

Pontuação global

+0.35

29.49 em 2018

  • 0
    Jornalistas assassinados em 2019
  • 0
    Jornalistas cidadãos assassinados em 2019
  • 0
    Colaboradores assassinados em 2019
Ver o Barômetro