África

África

A liberdade de informação assume diversos rostos nesse continente, onde coabitam, ao mesmo tempo, a imprensa fértil do Senegal e o silêncio ensurdecedor das mídias privadas na Eritreia. Apesar de uma onda de liberação nos anos 90, ainda se verificam, com muita frequência, práticas arbitrárias de censura, especialmente na Internet, com cortes pontuais da rede em certos países, prisões de jornalistas, às vezes, justificadas em nome da "luta contra o terrorismo", e violentos ataques contra a imprensa, com frequência, em total impunidade. A fraqueza econômica das mídias as expõe, ainda, a influências políticas ou econômicas prejudiciais à sua independência.

na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2018

Posição

0

em 2017

Pontuação global

0

0 em 2017

Contatos