Intolerância religiosa

Intolerância religiosa

RSF defende os jornalistas cujo trabalho e, por vezes, a própria vida se encontram ameaçados pelo radicalismo e a intolerância religiosa. Em nome da religião ou dos “valores tradicionais”, alguns Estados censuram não apenas as ilustrações da imprensa, mas também as realidades políticas, econômicas, sociais e culturais em numerosos países e sociedades. Outros Estados procuram promover a nível mundial, nomeadamente nas Nações Unidas, a proibição da “blasfêmia” e substituir a noção de “difamação individual” por “difamação das religiões”, o que constitui uma violação flagrante da liberdade de imprensa.